Catálogo Vivo e Online

Tipos de catalogação

Existem, ao menos, três modalidades de catalogação de acervos em ateliers. O que mais varia é o nível de participação do artista:

  1. A AutoCatalogação, em que o artista faz a catalogação por si mesmo.
  2. A Catalogação feita por terceiros, em que ela é feita por assistentes, com pouca participação do artista (não fazemos esta modalidade, a não ser em caso de artistas enfermos ou falecidos).
  3. E a CoCatalogação, em que a catalogação é feita COM o artista e online.

O que é CoCatalogação?

A CoCatalogação é uma modalidade desenvolvida pelo Acervo Vivo em que a catalogação é feita em parceria com o artista. Não se trata de catalogar PELO artista, mas COM o artista.

O processo de catalogação oferece oportunidades de aprendizado, organização e autoconhecimento.

Não é site de vendas

Nosso trabalho é ANTERIOR à venda: organizar o acervo com todas as informações disponíveis sobre as obras deixando o acesso a elas livre e com os metadados disponíveis para que o artista possa compartilhar.

Nosso propósito é o de percorrer o processo de catalogação e de currículo de cada artista de forma sempre organizada e atualizada conforme suas obras. A confiança e seriedade diante do zelo com os detalhes é o objetivo que, junto com cada artista, tornará seu acervo ainda mais único.

Valores do Acervo Vivo

Cuidado (zelo)

Preocupação em proteger o legado de cada artista pelo interesse em organizar o seu trabalho entendendo que o catálogo é vivo.

Meticulosidade

Defender e tratar com empenho, diligência, precisão e afeto cada detalhe da trajetória das obras e dos artistas.

Confiança

Respeito às particularidades trazendo transparência, seriedade e compromisso na atualização dos trabalhos.

Marina Ciravegna da Rosa

Percorrer o processo de catalogação junto com o artista de forma clara e sem rigidez é o meu objetivo. Cada acervo é único.